Buscar
  • Irhis Consultoria

O que é avaliação de desempenho e quais são suas vantagens?

Em um mercado cada vez mais competitivo e ágil, tudo é muito volátil e requer uma constante atualização. Nesse sentido, a aplicação da Avaliação de desempenho se torna um diferencial na área de Gestão de Pessoas. Esse processo pode ser uma ferramenta estratégica para aprimorar o desempenho e, consequentemente, auxiliar no alcance dos objetivos de cada organização. Basicamente, ela consiste em procedimentos e etapas que se adaptam às condições específicas e necessidades particulares de cada empresa.

Além disso, a avaliação utilizada aqui na Irhis se baseia no sistema de gestão de desempenho. A ideia é que se explicite as expectativas em relação ao desempenho dos colaboradores para que eles estejam cientes das metas a alcançar. Portanto, nenhuma parte do processo possui caráter punitivo. Queremos proporcionar um alinhamento de expectativas e objetivos entre os funcionários de cada organização. Caso necessário, também é válido promover um suporte por meio de treinamentos, por exemplo, para que seja possível a melhoria dos resultados das atividades.

Mas afinal, o que é desempenho? O desempenho pode ser compreendido como um comportamento, de modo que ele se caracteriza por uma ação que vai ao encontro dos objetivos organizacionais. Ele também pode ser compreendido como um resultado, caracterizando-se como a consequência dessas ações. Em geral, os colaboradores tendem a relacionar o desempenho a um comportamento no dia a dia do trabalho, enquanto os gestores tendem a relacioná-lo aos resultados.

O desempenho individual também pode ser influenciado por fatores internos, como as competências desenvolvidas e a motivação intrínseca (engajamento interior); e fatores externos, como no que tange ao ambiente de trabalho e situações que envolvem o colaborador. Portanto, durante toda a avaliação, deve-se considerar os elementos contextuais e verificar seus possíveis impactos.

Esse tipo de avaliação busca melhorar o desempenho individual, verificando a existência de possíveis lacunas entre as expectativas atribuídas aos funcionários e os resultados entregues. A partir dessas brechas, torna-se importante pensar em estratégias para solucioná-las, visando melhores resultados de modo que o desempenho real se aproxime do ideal.

Para medir o desempenho, utiliza-se ferramentas adequadas com base nas melhores evidências científicas de forma que elas se adequem ao contexto de cada empresa. Sendo assim, torna-se possível a obtenção de informações que possibilitem a realização de comparações confiáveis. Elas podem ser feitas entre o desempenho pretendido e o alcançado ou, caso já tenha sido realizada alguma avaliação anterior, pode ser realizada entre o desempenho atual e o anterior.

Durante a mensuração, também é necessário considerar o avaliado, o julgamento do desempenho, o avaliador e o contexto no qual os comportamentos ocorrem. Além disso, a avaliação pode se estender sobre os comportamentos, os resultados e os efeitos (dos comportamentos e/ou dos resultados).





Por isso, esse processo tem diversas contribuições como:


1. Identificar os pontos fortes e fracos de cada colaborador


Essa contribuição permite um direcionamento para a elaboração de feedbacks construtivos, por meio da comunicação dos resultados da avaliação. Além disso, a descrição dos pontos fortes e fracos auxilia o gestor nesse processo de feedback, uma vez que essa descrição poderia servir como uma indicação no que o colaborador poderia melhorar e, a partir disso, pensar em formas de como melhorar esses aspectos.


2. Identificar fatores externos aos colaboradores que possam influenciar os resultados


Isso possibilita que a organização possa detectar possíveis melhorias a serem feitas em cada área, como também permite realizar intervenções para que todo o ambiente organizacional impacte positivamente no desempenho individual.


3. Auxiliar nas decisões administrativas em relação ao direcionamento da remuneração de recompensas


Seria possível tornar os processos remunerativos mais transparentes ao recompensar diferencialmente cada colaborador, uma vez que cada funcionário saberia o que se espera das funções de seu cargo. Portanto, ele também saberia o que poderia melhorar para atingir o desempenho ideal.

Outros tipos de decisões administrativas que poderiam ser tomadas são as promoções e realocações dos funcionários. Elas também podem melhorar a motivação dos funcionários.


4. Auxiliar na elaboração de planos de ação para a melhoria do desempenho individual e da organização


A elaboração desses planos de ação permite que os colaboradores ajustem suas competências, esforços e comportamento em relação ao desempenho esperado. Nesse sentido, poderiam ser ofertadas capacitações e outros programas de desenvolvimento. Como consequência, haveria uma melhoria dos desempenhos da organização.



Assim, a Avaliação de Desempenho é fundamental quando se pensa em tomar decisões administrativas mais assertivas e que sejam voltadas para a estratégia das organizações. Por meio dela, é possível pensar em medidas para que o desempenho seja aprimorado.


Você se interessou pelo assunto? Para saber mais sobre a Avaliação de Desempenho, fique ligado nos próximos posts do nosso blog!







42 visualizações

Irhis Consultoria Júnior em Psicologia

Av. dos Bandeirantes, 3900 - CEP: 14040-901

Monte Alegre - Ribeirão Preto/SP

  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2019 por Irhis Consultoria Júnior em Psicologia